NOVOS TEMPLOS E EXPANSÃO DA IGREJA MÃE EM BELÉM

Opastor Samuel Câmara assumiu a Presidência da Assem- bleia de Deus em Belém do Pará, no dia 27 de janeiro de 1997, dando continuidade ao trabalho do pastor Firmino da Anuncia- ção Gouveia. Sob seu pastorado, a Igreja saltou para mais de 530 templos, uma prova do grande trabalho realizado.
expansaoBairros nobres de Belém como Umarizal, Nazaré e Reduto, também foram contemplados com templos da Igreja, atraindo milhares de pessoas evangélicas ou não. O alvo é estabelecer 20 novos templos nos bairros considerados mais nobres da capital paraense em 2016, sendo um templo para cada grupo de 2.500 habitantes, cerca de 500 residências.

 

TEMPLOS NAS PRAÇAS
pracas

Mais uma conquista abençoada da Igreja: o Templo no Ver-o-Peso. Localizado no Mercado do Ver-o- -Peso, a nova Casa do Senhor terá funcionamento em horário especial, 24 horas, e tem como alvo levar a Palavra de Deus aos moradores de rua, trabalhadores, turistas e visi- tantes que passam pelo local diariamente. A inauguração foi realizada durante as celebrações dos 105 anos, fruto de muitas orações e doações voluntárias dos irmãos e amigos, que se de- dicaram para ver esse precioso projeto concretizado.

Só este ano quatro praças importantes de Belém ganharam um templo da Assembleia de Deus: Praça da República, Praça Brasil, Praça de São Brás e Praça do Relógio (Ver-o-Peso).

 

VALORIZAÇÃO DA HISTÓRIA

historiaViver nossa história e comunicar isto as futuras gera- ções é uma prioridade para o nosso pastor. O Museu Nacional da Assembleia de Deus, é um dos mais visitados na cidade. Funciona diariamente, localizado no centro histórico de Belém, tem riquíssimo acervo assembleiano, sala de vídeo, e o templo no porão.

Todo ano ENCENAMOS a Chegada dos Missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren, pela primeira vez em solo brasileiro. A Igreja se mobiliza com roupas de época, famílias inteiras se deslocam para a “Escadinha” no cais do porto para reviver o que aconteceu na tarde do dia 19 de novembro de 1910. Lá o navio chega e milhares de pessoas caminham pelo mesmo trajeto feito pelos pioneiros até o banco da Praça da República e lá, todos oram ajoelhados no mesmo lugar onde os missionários fizeram a primeira oração no Brasil. É interessante ver como isto já caiu no gosto da cidade que para, apoia e fica conhecendo nossa história. Verdadeiro cenáculo!

Nossos cultos são inspirados pelo primeiro Coral das Assem- bleias de Deus no Brasil, com 90 anos e pela brilhante Orquestra, com 80 anos, mantendo viva a nossa herança musical com hinos da Harpa Cristã e louvores que marcam nossa Igreja em todo Brasil.

 

TEMPLO DO CENTENÁRIO

centenario2

Em Belém não existia um local grande para a celebração do Centenário. A fé em Deus levou nosso pastor Samuel a mobilizar toda a Igreja na construção do Templo do Centenário, o maior Centro de Convenções da cidade, com capacidade para 22 mil pessoas, moderno e todo refrigerado. Em onze meses Deus fez acontecer.

Durante a construção, todo dia, às 8 horas, tinha a Marcha da Oração em redor do local, transmitida para Belém e para o Brasil pela Rede de Rádio e Televisão Boas Novas. Surgiram então os “Empreendedores do Centenário”, um exército de pessoas movidas por Deus que faziam trabalhos extras para ajudar financeiramente na construção. O pastor foi o primeiro a dar exemplo, lembrando de sua infância humilde, quando morava no Acre e fazia “bico” como engraxate, colocou uma cadeira de engraxate com o nome “Brilho do Centenário”. Era só o culto terminar e ele ia engraxar o sapato dos irmãos, que retribuíam com uma oferta. E o pastor dizia: “Deus está só preparando a nossa fé para realizações maiores”.

Este espírito tomou conta da Igreja em Belém e contagiou o Brasil que assistia o agir de Deus, através do programa Voz da Assembleia de Deus na televisão e no rádio, todos os que ofertavam passavam a fazer parte do Mural do Centenário, um muro de 200 metros ao ar livre com registro de tudo. Era comovente!

 

PRIMEIRO AVIÃO DA IGREJA

aviao

Para chegar às comunidades mais distantes e isoladas, era necessário encontrar um meio de transporte mais rápido do que as viagens, de até trinta dias, de barco que o pastor fazia. A partir desse sentimento, Deus colocou no coração do pastor Samuel Câmara  em comprar um avião para a Igreja. O desafio era maior porque a Igreja não dispunha de recursos financeiros para adquirir a aeronave e para contratar um piloto.

Motivado pela necessidade, o pastor Samuel Câmara inscreveu-se no curso de pilotagem, concluindo seus estudos em 1986, tornando-se piloto de avião. Pela fé, a compra do monomotor anfíbio “Cesna 206”, foi concretizada em 1988. Passou a ser o primeiro avião na história da Assembleia de Deus no Brasil, o qual teve papel importante para expandir a obra missionária na Amazônia. Na cauda do avião estava a frase: “Assembleia de Deus. Deus salve o Amazonas”.

 

REDE BOAS NOVAS DE RÁDIO E TELEVISÃO

Motivada por uma visão que Deus deu ao jovem pastor torrepara que “mostrasse a sua noiva ao mundo” e um desejo profundo de unir e apoiar as igrejas do interior do Amazonas e do Brasil, alcançando ribeirinhos, aldeias indígenas, e também as grandes metrópoles do país onde só televisão e rádio alcançariam, surge a Rede Boas Novas em 15 de março de 1993. Foi mais uma conquista pioneira com ajuda dos irmãos que se uniram em oração, muito trabalho e muitas doações, para pagar um total de 36 milhões de reais. O sistema de comunicação era composto de 2 emissoras de rádio (AM e FM) e 40 canais de televisão.

No dia 26 de junho de 1994 foi criada a Fundação Evangélica Boas Novas (FEBN), passando a ser a gestora da Rede Boas No- vas. Um marco histórico para a comunicação da Assembleia de Deus. No ano de 1995, a RBN começou a transmitir a programação via Satélite JESUS SAT. A primeira transmissão via satélite, simultaneamente integrou as televisões de Belém e de Manaus. Hoje a Rede Boas No- vas cobre todas as regiões do Brasil.

 

IMPACTOS MISSIONÁRIOS

missoes

Em uma demonstração clara do agir de Deus para realizar obras missionárias em Angola, Moçambique e Timor Les- te, foram enviados mais de 200 missionários brasileiros nos últimos 20 anos, os quais já estabeleceram mais de 400 igre- jas frequentadas por aproximadamente 60 mil pessoas.

No desenvolvimento das ações missionárias, o pastor Samuel Câmara vem garantindo especial atenção e apoio aos trabalhos missionários nesses territórios, com os quais mantém relações de fraternidade cristã, com visitas de ensino, envio de gêneros alimentícios, vestuário, medicamentos etc. Até o final de 2016 a Assembleia de Deus em Belém e no Amazonas, em parceria com a Wicliff, numa obra pioneira, publicarão o Novo Testamento em Tétum, tornando possível a 1 milhão e 300 mil pessoas a leitura da Bíblia em seu próprio idioma pela primeira vez.

 

CENTENÁRIO DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

centenario-festa

A celebração do Centenário ficou gravada em nosso coração! As 3 noites de celebração no Estádio do Mangueirão foram apoteóticas e inesquecíveis. Até hoje ecoa a comparação feita de que nem a Seleção Brasileira juntou tanta gente no Estádio, mas a Assembleia de Deus lotou tudo, incluindo o gramado e estacionamento. E o que dizer da linda encenação com mais de 2.300 jovens ilustrando o surgimento da Assembleia de Deus e sua expansão de Belém do Pará alcançando todo o Brasil!

 

A cidade foi marcada pela inauguração do Centenário – Centro de Convenções, construído em 11 meses pra receber pastores e líderes de todo o Brasil nos cultos durante o dia, e também das inaugurações da Avenida Centenário da Assembleia de Deus, o complexo viário Daniel Berg, Parque Ambiental Gunnar Vingren, o Museu Nacional da Assembleia de Deus e o viaduto Gunnar Vingren. Tudo isso com a apresentação dos aviões da Esquadrilha da Fumaça que fez uma apresentação especial, escrevendo nos céus de Belém: “100 Anos da Assembleia de Deus”.

Em Belém, chove todo dia no verão e no inverno chove o dia todo. Mas, durante os 3 dias da Festa, a chuva parou. No dia seguinte ao encerramento caiu um dilúvio. Foi um Centenário a altura da Assembleia de Deus. Aleluia! Glória a Deus!

DEIXE UM COMENTÁRIO